Fique por dentro!

Simples, dinâmica e divertida

por Juninho
Postado em 01 de Junho de 2017

Dicas do nosso especialista para você fazer uma boa pescaria com ceva

Mesmo tendo oportunidade de pescar em vários locais do Brasil e até mesmo do exterior, ainda vejo minhas pescarias domésticas como as mais prazerosas. Aqui, posso me dar o luxo de errar, já que tudo está “à mão” – sem contar que aprimoro as técnicas para vencer o peixe.

Chamo de pescarias domésticas aquelas que faço em um raio de até 100 km de distância de minha casa, em Terra Roxa (SP). São muitas as opções, que envolvem várias modalidades e espécies, como embarcado em bassboats, barcos de alumínio e caíques, ou mesmo desembarcado, usando iscas artificiais ou naturais. Descreverei, aqui, uma pescaria com ceva que fiz no Rio Pardo.

Uma das maneiras de realizar a pescaria com ceva é fundear o barco e despejar ao lado alimentos como milho, quirera de milho ou de arroz, entre outros, misturados e preparados dias antes, que podem ser arremessados na água com o auxílio de conchas apropriadas. Também há podemos usar o cevador, um apetrecho fácil de ser encontrado nas lojas ou até mesmo fabricado em casa. Este, se usado com pesos e corda, faz o fluxo de ceva ficar mais constante, gerando mais produtividade nas fisgadas.   

Meu município, Terra Roxa, fica no interior de São Paulo e é banhado pelo Rio Pardo. Aqui, o curso d’água está em sua totalidade, pois alguns quilômetros acima já recebe as águas do Rio Mogi. Mesmo sendo maltratado – graças à derrubada da mata ciliar, poluição e pesca predatória –, é um rio muito piscoso, e raramente decepciona quem se entrega aos seus encantos. 
Por ser um rio da Bacia do Prata, quase que a totalidade das espécies que nele habitam – piau, piau-ferreira (ou ferreirinha), piavuçu, pacu-prata, pacu-rosa, pacu-açu (aqui conhecido como caranha) e piapara, a mais desejada – são peixes herbívoros, ideais para a pesca de ceva, pois comem grãos como milho, soja,  arroz, etc.

A íntegra desta reportagem você confere na Edição 270 da Pesca & Companhia 

 

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários