Fique por dentro!

Quebra Anzol - um dos últimos redutos do dourado

por Lester Scalon
Postado em 03 de Maio de 2017

Em minha visita anual, pude explorar ao máximo dos meus locais favoritos de pesca em Minas Gerais

Nem sempre as melhores pescarias são realizadas num rio muito piscoso, muitas vezes essa regra é quebrada por uma série de fatores. Entre estes rios especiais, que derrubam quaisquer protocolos, está o exuberante Quebra Anzol. Nele a natureza nos mostra sua beleza de uma forma espetacular, o rio parece nos abraçar e tocar fundo nos sentimentos de quem ama a pesca esportiva. 

Todos os anos quando chega o mês de setembro lindas praias contracenam com as Copaíbas de suas matas preservadas que estão trocando a roupagem para a chegada da primavera numa explosão de cores vivas, e os primeiros cardumes do “Rei do rio” já começam a procurar as cabeceiras do rio. Com as águas limpas nesta época do ano, desafiar os grandes dourados nas suas cachoeiras e corredeiras fazem da pescaria no Quebra anzol uma aventura realmente inesquecível. 

Além do desafio dos belos dourados a biodiversidade da região do Quebra Anzol é fantástica, ali raridades como o pequeno Pato-Mergulhão (Mergus octosetaceus) uma das aves mais raras do mundo divide espaço com a Harpia (Harpia harpyja) a maior e mais imponente ave brasileira. Mesmo com todas estas qualidades e atributos o Quebra Anzol corre o risco de virar um lago, um terço de sua parte baixa do já deu lugar ao lago da Hidrelétrica de Nova Ponte. 

Hoje, os estudos sobre o impacto da construção de usinas hidrelétricas mostram a importância de sua preservação como um dos últimos redutos de reprodução do dourado e várias espécies da bacia do Rio Paranaíba. Até quando o Quebra Anzol vai resistir não sei. Espero que o “bicho homem” não cometa mais um crime ambiental em nome do progresso, transformando esta pérola do cerrado em mais um lago sem vida.

 

Confira a íntegra desta reportagem na Edição 269 da Pesca & Companhia 

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários