Fique por dentro!

O rei dos pesqueiros

por Alexandre Olo
Postado em 04 de Abril de 2017

Saiba porquê esses gigantes redondos caíram nas graças dos frequentadores dos pesqueiros e se tornaram preferência entre eles.

Um fato que pode ser facilmente percebido é que a pescaria com o passar dos anos vai pouco a pouco modificando suas raízes e tradições. Antigamente a atividade era vista somente como lazer ou simplesmente como uma maneira de conseguir algum alimento e levar para casa. Ultimamente, ela também é considerada um esporte, que ganha novos adeptos a cada dia, e mais, em conjunto com essas mudanças, podemos afirmar que as técnicas, tralhas e iscas também sofreram adaptações para essa nova situação.

Juntamente com essa modernização e crescimento, uma espécie vem se destacando cada vez mais nos locais considerados por muitos como verdadeiras "escolas de pesca", os pesqueiros ou pesque e pagues, como são chamados por grande parte dos pescadores: os gigantes "tambacus". 

Mas como explicar o fato de que com tantas espécies existentes nesses locais, uma só dentre elas conseguiu se destacar tanto, capaz até de contribuir para que surgissem equipes de fanáticos especialistas na pesca da espécie? 
    
Bom! Primeiramente podemos garantir que uma nova geração de pescadores que tem como alvo principal a captura da espécie contribuiu, aumentando consideravelmente o número de praticantes. Isso fez surgir entre eles duas novas categorias : o grupo das mulheres e principalmente dos jovens.

O segundo e principal motivo fica por conta da genética desse peixe, característica que acabou conquistando toda essa geração e, diga-se de passagem, transformou esses empreendimentos e levou muitos proprietários à investirem alto no repovoamento dos lagos com grandes exemplares à fim de atrair cada vez mais esse público que não para de crescer.

A íntegra desta reportagem você confere na Edição 268 da Pesca & Companhia
 

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários