Fique por dentro!

Território da traíra tornasol

por Pepe Mélega
Postado em 03 de Maio de 2017

Cruzamos a fronteira do Brasil com o Uruguai para ir em busca de uma espécie de traíra que pode ultrapassar 10 kg

Traíras são sempre traíras. Não importa onde e qual a espécie você vai fisgar, elas são sempre divertidas quando usamos iscas artificiais. Essa espécie sempre fez parte de minha vida de pescador. Por isso gosto muito dela e aprendi muitas ténicas pescando-as desembarcado por diversos lagos e lagoas que cruzaram minha adolescência, houve uma época em que literalmente a pescava no quintal de casa. O tempo passou, o interesse por outras espécies cresceu, mas essa dentuça nunca foi esquecida

Por ser encontrada com facilidade em qualquer espelhos d’água, posso dizer que já pesquei a espécie em praticamente todo o Brasil. Mas, me faltava conhecer a tornasol.

Apesar dela estar em destaque recentemente, principalmente na internet, eu já tinha conhecimento sobre ela há muitos anos, e nas pesquisas descobri que a sua origem era o Uruguai. Descrita como Hoplias lacerdae, acredito que possa ser outra espécie, pois habita lagos e cursos de água na fronteira do Rio Grande do Sul e o território uruguaio.

Fiquei anos apenas com a vontade de conhecer a tornasol. Isso até conhecer e contar com a ajuda de Guilherme Monteiro, colaborador da revista, residente na cidade de Bagé (RS) e que frequenta muito os campos uruguaios. Ele, junto com o amigo Nelson Silveira, proporcionaria a mim e ao Edson Deconto a nossa primeira experiência em pescá-las.

 

Confira a íntrega desta reportagem na Edição 269 da Pesca & Companhia!

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários