Fique por dentro!

A técnica perfeita

por Gugu
Postado em 04 de Dezembro de 2017

Confira as dicas de iscas, equipamentos e técnicas para fazer uma boa pescaria de tilápias com o fly

As notícias animadoras não paravam de chegar. Desde o início do ano, em qualquer “dois dedos de prosa” com os amigos Mário Eugênio e Rodolfo “Tôto”, vinha à baila o assunto das excelentes pescarias de tilápias que os dois vinham fazendo na represa de Paraibuna, apenas com equipamento de fly. 

Particularmente já havia realizado algumas muito boas, mas sempre aproveitando as revoadas de içás - que ocorrem durante a primavera - utilizando moscas que imitam o inseto. Detalhe: na verdade o que morre após a revoada de acasalamento e cai na água é o “sabitu”, macho da içá ou tanajura. Nos dias dessas revoadas, e até um ou dois dias depois delas, essas moscas que imitam o inseto são extremamente produtivas e o motivo é facilmente compreensível, pois a oferta farta de um tipo de comida condiciona os peixes a ela. 

A grande diferença entre a situação descrita acima e as informações que recebia dos amigos, era a de que a mosca que vinham utilizando dava excelentes resultados independente de sol, chuva, frio, calor ou revoadas de insetos. A meu pedido enviaram fotos da tal isca infalível, que para minha surpresa, nada mais era do que uma “clouser minnow”, pequena e na cor branca.

  
   
A íntegra desta reportagem você confere na Edição 276 da Pesca & Companhia

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários