Dicas de Pesca

Proteção dos equipamentos de pesca

por lielson
Postado em 04 de Dezembro de 2014

Saiba como preservar o seu equipamento durante a pescaria

Por que investir na proteção dos equipamentos de pesca? Quando penso no valor deles, fico assustado. Mas, assusto-me ainda mais com a coragem de algumas pessoas para investir em tralhas caríssimas e não terem cuidado algum com elas. Do mesmo modo que cada vez mais a tecnologia e os materiais de ponta são empregados, os preços se elevam. Apesar de saberem disso, muitos pescadores nem chegam a lavar o material depois da pescaria, muito menos lubrificar para que ele sempre esteja pronto quando for exigido. Mas, além dessas pequenas ações, que ajudam a manter conservado seu material, existem muitos outros cuidados que devem ser tomados. O primeiro deles e um dos mais importantes se refere ao transporte. É quase sempre nessa hora que o seu equipmento tão precioso sofre os piores danos. Para se chegar ao local da pescaria existem materiais adequados, como tubos para varas e bolsas para carregar sua tralha, assunto que já foi abordado em nossas páginas. Hoje todo pescador possui esses materiais. Mas, o que se pode fazer durante a pescaria?
Hora de navegar Nosso meio de transporte mais comum em uma pescaria embarcada é o barco de alumínio. É dentro dele que os equipamentos correm perigos, nem sempre tão visíveis, porém fáceis de evitar. As batidas e as vibrações produzidas pelo barco no trajeto até o pesqueiro podem criar uma tremenda dor de cabeça, pois as varas que ficam em contato com a superfície dura recebem diretamente esse impacto. Se as batidas forem repetidas e no mesmo lugar do blank (haste), pode-se criar um desgaste extra, acarretando perda de resistência. Em um arremesso despretensioso podem chegar a quebrar sem explicação nenhuma aparente. Outro problema comum nesses casos é o de ter a carretilha ou molinete riscada por conta da ação abrasiva que essas batidas ocasionam. Como evitar? Para não ter dor de cabeça, é muito importante acomodar o equipamento de modo adequado. E para isso vale lembrar que o custo é baixo para proteger seu investimento. Portanto, não há desculpas para não fazê-lo Das maneiras, a mais comum é comprar uma lâmina de EVA, vendida em papelarias. Depois basta cortar ao meio e acomodar embaixo das carretilhas, molinetes e das pontas dos caniços que ficam batendo quando o barco está em movimento. Essa folha de EVA, com o alumínio, vai amortecer os impactos dos materiais. Também existem modos mais sofisticados, que, como roupas, vestem seu equipamento. Essas “roupas”, na realidade, são as capas e muitas vezes acompanham seus equipamentos na hora da compra. Protetores de neoprene para carretilhas e molinetes são bem comuns e úteis, e protegem bem seu equipamento. Há diversos tipos de modelos. Prefira os de secagem rápida e aqueles que amorteçam melhor em uma eventual queda. Crie o habito que vesti-los nos seus equipamentos antes de entrar no barco. Isso vale até na mudança de um ponto de pesca a outro. Essa prática vai evitar a desagradável surpresa de achar neles arranhões e marcas mais profundas que podem comprometer a durabilidade. A capa que acompanha seu caniço também é ótima para usar no transporte, mas um pouco desajeitada para usar na hora de pescar. Ela serve melhor para o transporte dentro do tubo. Se ela não veio junto na compra procure fazer uma, pois é útil e ajuda a preservar, evitando riscos e ações repetitivas que causam desgaste por abrasão. Há também no mercado as capas para serem usadas durante a pescaria. Esse é mais pratico de “vestir” e também protege, principalmente daqueles impactos do barco de alumínio. Tenho experimentado e aprovo seu uso. É evidente o beneficio de proteger seu investimento. Afinal, você sonhou com aquele caniço ou carretilha de última geração e sabe o quanto pagou por ele, não é verdade?. Use as proteções disponíveis no mercado. Elas custam pouco e seu bolso agradece.

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários