Fique por dentro!

Que tralha levar para a Amazônia?

por Juninho
Postado em 26 de Setembro de 2017

Temporada já começou e nós te ajudamos a definir os equipamentos

Que tralha levar para a Amazônia? Bem. Eu gosto de ter varas de sobra.  No mínimo cinco e no máximo oito, todas de 5’6” a 6’6”. Tenho preferência pelas de 6’ de comprimento.

Quanto às carretilhas, levo seis, todas de perfil baixo e que acomodem aproximadamente 110 metros de linha 0,33 mm de multifilamento entre 30 e 50 lb. Emprego o líder de fluorcarbono de 50 lb (0,63mm) a 60lb (070 mm) atado pelo Nó SF. No entanto, levo apenas três conjuntos para o barco, montados com as variações citadas acima.  
 
Sobre as iscas, vejo-as como pertencentes  a um universo infinito,  mas algumas não poderão faltar, entre elas as  hélices de 10 a 16 cm, e as do tipo jumping, tamanhos de 10 a 15 cm, twitchbait de 10 a 15 cm e jigs com anzóis 5/0 a 8/0 entre outros. Devemos ficar atentos  apenas às garateias e às argolas, que podem não ser compatíveis. Neste caso, devemos fazer a troca!

Acredito que a técnica e a escolha do balanceamento do equipamento vão depender do que irá encontrar e do local em que irá pescar. A Amazônia hoje sofre uma forte pressão de pesca e o peixe anda muito arisco e condicionado a certas iscas e forma de trabalhos. Assim, trabalhos de stick feitos lentamente poderão dar mais resultado. Mas nada é regra.

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários