Fique por dentro!

Redes sociais criam o pescador ostentação?

por Redação
Postado em 02 de Outubro de 2017

Nossos pescadores opinam sobre este tema, que envolve o constante uso das redes sociais para a autopromoção de pescador

Pescador ostentação e as redes sociais: como isto funciona?

Guilherme Monteiro - As redes sociais estão criando uma nova classe de pescadores. Os “Instachatos”, em que qualquer um vira prostaff virtual, mas, na verdade, nada ou pouco sabe. E o pior: quer ensinar. Acho que as redes sociais são ótimas ferramentas de divulgação, mas é preciso estar de sangue doce com elas, pois você vê coisas boas, mas também terá de ter paciência para aguentar aqueles ostentadores de araque. Hoje está mais fácil o surgimento de "fakes".

Pepe Mélega - O problema é maior do que parece, pois a informação circula fácil e quem ostenta acaba por mostrar que usa equipamentos caros e é um ser abonado. Para a malandragem de plantão vira alvo fácil dos "amigos do alheio".

Alexandre Dick – Eu vejo como uma coisa de iniciantes. São pessoas que estão há pouco tempo na prática e vai na onda do outro. Eu estive algumas vezes com pescadores que estavam na Amazônia, por exemplo, pela primeira vez, e foram induzidos a comprar produtos caros, os quais eles nem sabiam usar. O pescador para de ostentar quando ele entende a funcionalidade de cada equipamento. Nas redes sociais, muitas vezes, o pescador exagera porque se empolgou. 

Domingos Bomediano - Hoje em dia é impossível não perceber estas coisas nas redes sociais! Quanto ao "Photoshop", penso que fica a critério de cada um, vez que o resultado é quase sempre em desfavor ao pescador, já que a "arte" nem sempre vem bem elaborada, denunciando a má intenção de quem se utiliza disso. Outro detalhe é com respeito aos que se denunciam postando fotos de atividades proibidas, algo a ser melhor estudado e entendido, tamanha a burrice praticada! Quanto à parte de que há quem se dedique a ficar demonstrando muitas viagens e posse de materiais caros, minha opinião é de que, de fato, há pessoas que ostentam e têm condições de arcar com esta sua mania, publicando incansavelmente. Nada tenho contra, pois afinal o que fazem é usufruir de sua condição favorecida, pela qual, espera-se, devem ter lutado bastante, honrada e honestamente na vida, fazendo por merecê-la. Por outro lado, há os que nada ou pouco podem, resultando com alguma inveja e outros sentimentos ainda menos nobres nas pessoas. Assim sendo, penso que esta gente poderia ir a meio termo, quando os primeiros passassem a demonstrar-se com um pouco mais de comedimento, enquanto que os segundos buscassem entender que se eles próprios estivessem na condição daqueles, talvez estivessem fazendo o mesmo. Então, para os que ostentam deixo um alerta quanto à segurança pessoal e de suas Famílias, enquanto que para os menos favorecidos, deixo a mensagem de que o que se deve buscar é cada um levar a vida que pode, ou consegue, contentando-se com suas condições pessoais, pescando em locais onde seja possível, usando materiais que consiga comprar, pois afinal, sempre digo que a melhor jornada é aquela que conseguimos fazer e o melhor material de pesca que existe é aquele que está em nossas mãos e, não o que está em mãos alheias! O importante é pescar!

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários