Guia de Pesca

Final de Copa: o que pescar na França e na Croácia?

por Lielson Tiozzo e Alex Koike
Postado em 12 de Julho de 2018

Aqui o jogo termina em 3x3, porque enumeramos três motivos para cada um destes lugares ser o seu próximo destino!

Quando um amante da pesca ouve a respeito de um determinado lugar é muito comum pensar: “o que tem para pescar por lá?”. A partida final da Copa do Mundo da Rússia vai colocar frente a frente dois países europeus que, na verdade, não são destinos comuns para pescadores brasileiros. No entanto, França e Croácia reservam points muito interessantes e, para quem puder gastar alguns Euros, serem points certeiros.

Não sabemos quem vai ficar com a cobiçada taça do Mundial 2018. Mas aqui este jogo terminará empatado no tempo normal (3x3).  A seguir apresentamos três motivos para pescar em cada um dos dois países, que, cá para nós, possuem opções muito equilibradas/parecidas. Aproveite!

Três motivos para pescar na França

1 - No Brasil os fãs da carpa a encontram na maioria das vezes nos pesqueiros. Na França a espécie é muito popular e possui uma verdadeira legião de fanáticos que vão aos lagos “abertos à população” ou também em locais privados (os quais exigem licença especial e cobram bem mais caro) de norte a sul do país. Existem grandes exemplares da espécie comum, pescadas com massa ou até mesmo no fly. Pelos sites de busca dá para encontrar diversas agências especializadas em levar grupos para estes points, com todo conforto e boa estrutura. 


2 - No Verão, uma boa alternativa é procurar pela pesca de praia em cidades litorâneas com boa estrutura hoteleira como Marselha, Nice e Mônaco.  Já quem gosta da pesca oceânica vai encontrar saídas que custa até 4 mil euros por pescador para ir em busca de gigantescos atuns bluefin no Golfo da Biscaia, a partir da cidade Biarritz, na costa sudoeste da França, não muito longe da fronteira com a espanha. Informações de sites locais dão conta que os guias são especializados na pesca com mosca destes peixões. 

 

3 - Se você estiver passeando por Paris, saiba que um dos postais da cidade, o Rio Sena, foi despoluído e hoje nele a pesca é aberta À população.  Em outubro se dá, inclusive, uma competição chamada Open Street – considerada a maior competição de pesca de rua da Europa, sobretudo por atrair pessoas de outros países. Na capital francesa há a estimativa de poder pescar cerca de 40 espécies, sendo o bagre catfish e a carpa os destaques, de acordo com a instituição parisiense Naturparif.  

Três motivos para pescar na Croácia

1 - Banhada pelo Mar Adriático a costa croata reserva praias paradisíacas com água azul da cor do céu.  Um destino imperdível é Drubovnik, uma cidade medieval, que foi escolhida como cenário de diversos capítulos da famosa série Game of Thrones. O que pescar por lá? Por meio de sites de reserva é possível contratar guias especializados na pesca ao atum-rabilho e ao swordfish, os grandes protagonistas da região, e também à cavala. Estas espécies são bastante procuradas no Verão europeu – de junho a setembro.

2 - Os amantes do black bass podem encontrar algumas opções nos lagos croatas. É possível garantir que a espécie também é um dos principais atrativos, uma vez que foram trazidos da Hungria nos anos 1950 e inseridos, em sua maioria, em lagos particulares. Existe a Liga Croata de Pesca ao Bass com cerca de 30 mil inscritos. No entanto, segundo informações da Bassmaster, poucos são adeptos do “pesque-e-solte”.

 

3 - Os rios croatas também reservam boas surpresas para os amantes do fly, do baitcasting ou até mesmo com iscas naturais. As espécies mais procuradas são o pike, a perca européia e também as trutas. A temporada de carpas costuma lotar as pousadas instaladas nos rios que ficam a menos de duas horas da capital Zagreb.

E aí? Você agora desempata este jogo na prorrogação ou nos pênaltis. Em qual dos dois países gostaria de pescar? 

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários