Fique por dentro!

Mesmo item de pesca tem até 633% de variação de preço, aponta Procon

por Redação
Postado em 05 de Julho de 2018

Pesquisa feita em lojas de Goiânia sugere que consumidor faça muita pesquisa

Pesquisa divulgada pelo Procon de Goiás nesta quinta-feira, 5, revela que um mesmo produto de pesca pode ter variação de preço de até 633% nas lojas de Goiânia. Por isso, ainda que pareça óbvio, o órgão que trata da defesa do consumidor reforça a dica: “pesquise antes de comprar”.

O Procon informa que a coleta de preços foi realizada desde os dias 25 de junho até 4 de julho, com a visita de nove estabelecimentos especializados na venda de produtos de pesca e camping. Ao todo foram analisados os preços de 98 itens como barracas, colchões infláveis, lanternas, repelentes, fogareiros, anzóis, linhas, varas, molinetes, caixas térmicas e etc.

“É preciso ficar atento aos preços praticados, fazer a pesquisa de preços em pelo menos três estabelecimentos e, se possível, fracionar a compra entre eles, pois a variação entre menor e maior preço para o mesmo tipo de produto chega a 633,33%”, afirma o Procon. 

Esta variação foi encontrada na caixa de anzol 8 MX – Caixa com 100 unidades, – ref. 4330 – da marca Marine Sport. O mesmo produto foi encontrado a R$ 6 em uma loja e até R$ 44 em outra.

Considerando os preços médios dos produtos que figuraram no levantamento realizado em julho do ano passado com os preços médios atuais, alguns produtos registraram redução média e outros com algumas elevações. Mesmo assim os produtos estão, em média, 3,92% mais caros que os praticados no ano passado.

Para acessar o relatório completo e um “Manual de sobrevivência feito pelo Procon” clique aqui. 

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários