Fique por dentro!

Parceria na pesca embarcada

por Redação
Postado em 03 de Agosto de 2018

Como deve ser a conduta de cada companheiro nesta modalidade?

É preciso saber lidar com os companheiros na pesca embarcada. Afinal, quando o pescador vai para pontos distantes, normalmente ele leva um ou mais parceiros, as testemunhas das grandes capturas. E, no momento mais esperado, o espírito de equipe deve sempre prevalecer. 

Juninho acredita que enquanto um está “brigando”, outro deve recolher a linha e ajudar no que for preciso. 

“Em certas ocasiões o nervosismo do companheiro coloca mais pressão ainda no que está brigando com o peixe. O ideal é o que está sem peixe na linha apenas parar de pescar, e, se for o caso, ajudar em manobras com o motor elétrico ou de popa na falta do guia”, diz. 

Já na pesca oceânica, Tuba conta que a tripulação de seu barco está treinada para orientar o pescador da melhor maneira possível. O recolhimento dos equipamentos “fora de combate” depende da necessidade e da direção tomada pelo peixe.    

Tenha cuidado no momento de arremessar, de executar algum movimento que esteja fora do seu campo de visão. Uma garateia ou anzol enroscado pode provocar um sério dano no parceiro. Por isso, mantenha também uma certa distância. 

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários