Fique por dentro!

Recorde do black bass já passa de 86 anos

por Redação
Postado em 04 de Julho de 2018

Há 9 anos o japonês Manabu Kurita “empatou” aquele que é considerado o mais cobiçado dos recordes

No último dia 2 de julho, o recorde do black bass foi lembrado por ter completado seu nono aniversário de "empate". Em 2009, o japonês Manabu Kurita fisgou um exemplar de 22 lb e 4 onças, o equivalente a pouco mais de 10 kg. A façanha se deu no emblemático Lago Biwa, no Japão, em pleno Verão no Hemisfério Norte. Apesar de toda pompa à época, serviu apenas para igualar um feito da década de 1930. 

O primeiro registo de um black bass (Micropterus Salmoides) recordista se deu há pouco mais de 86 anos. No dia 2 de junho de 1932, o americano George Perry pescou um bass com as mesmas 22 lb e 4 onças no Lago Montgomery, na Georgia (EUA).  

Sendo assim, o recorde de Perry foi “quase ameaçado” depois de exatos 77 anos e um mês, ou 28.154 dias. Só que ainda resiste firme, porque o de Kurita não o superou em pelo menos duas onças (cerca de 56 g), como determina a IGFA – a entidade responsável pela homologação. 

Kurita segue na busca por um exemplar que rompa esta pequena, mas difícil barreira. Em suas redes sociais ele destaca sua paixão pela espécie e deixa um convite: “venha pescar no Lago Biwa”. Mas até o momento, nada.

Já o lendário Perry morreu em 1974, num acidente de avião que ele mesmo pilotava no Alabama (EUA). Em sua tumba, há uma réplica do bass recordista.  Poucos anos antes da tragédia, ele escreveu um artigo para a revista Sports Afield contando alguns detalhes da captura.

“(...) Não me lembro de muitos detalhes, mas de repente a água espirrou em todos os lugares. Eu me lembro de fisgar, depois me lembrei de voltar e tentei arrebentar, porque nada se mexeu. Eu pensei, com certeza, que tinha perdido o peixe - que ele mergulhou e se enroscou. Não tinha ideia do tamanho, mas isso não importava. O que me preocupou foi perder a isca”. 

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários