Dicas de Pesca

Seis dicas para ancorar seu barco

por Joe Friedmann/Revista Mariner Brasil
Postado em 25 de Setembro de 2017

Esta tarefa deve ser muito bem feita para evitar problemas

Confira seis dicas para ancorar seu barco. Mas, você já deve ter ouvido em “fundear”. O que é fundear? É o termo mais correto para se referir ao ato de ancorar uma embarcação.  

É bem diferente fundear seguramente para um pernoite do que lançar o ferro (âncora) para um mergulho rápido, por exemplo. 

Já se escreveram livros sobre a técnica, e a Bíblia dos Navegadores Norte-Americanos, “Chapman Piloting & Seamanship”, dedica um capítulo somente sobre a matéria. Apresentamos aqui um guia rápido com técnicas consagradas e úteis sobre o tema.

1 - Pare sobre o ponto onde deseja lançar o ferro
A técnica correta para fundear o seu barco começa com o barco parado sobre o local que julgue adequado para soltar o ferro. A seguir, solte o cabo, engate a ré e lentamente deixe o cabo ou corrente sair do seu paiol.

2 - A relação correta
É necessário saber a relação cabo/profundidade para o fundeio, pois ela afeta a posição final do barco. Experiência e/ou conhecimento local sobre o fundo são os melhores conselheiros mas, para estar do lado seguro, planeje usar uma relação de 8 metros de cabo para 1 metro de profundidade.

3 - Onde vai parar
Especialmente quando as condições de vento e de marés forem aquém do ideal, compensa aproar contra o vento e lentamente chegar até onde o barco vai parar quando ancorado, usando a relação cabo/profundidade determinada anteriormente.

4 - Unhou?
Quando tiver soltado cabo ou corrente na quantidade estipulada, prenda-o em um cunho. Aguarde o cabo esticar e verifique se o ferro unhou (prendeu no fundo). Engatar a marcha à ré pode ajudar o ferro a unhar, porém, se for feito de forma prematura, pode fazer com que o ferro deslize sobre o fundo.

5 - Fique alerta
Uma vez certificado que o ferro unhou, prenda o cabo de forma segura e através do passa-cabos para evitar que o mesmo enrosque e “limpe” outras estruturas do convés, como luzes de navegação, etc. Mire dois pontos fixos em terra ou utilize o GPS para se certificar de que o barco não está se movendo. Faça disso um processo contínuo e acione o alarme no GPS, caso o mesmo esteja equipado com um, para alertá-lo caso alguma coisa mude.
Depois disso é só relaxar, preparar os aperitivos e brindar a uma ancoragem bem feita curtindo a vista de seu novo ancoradouro.

6- Dica rápida
Recomendamos que a corrente do cabo tenha comprimento equivalente à metade do comprimento do barco, para garantir uma boa ancoragem. O que muda com o guincho? A técnica para fundear é basicamente a mesma, quando se usa o guincho. Tenha em mente que o guincho não é um cunho de amarração e não deveria sofrer esforço de segurar toda a carga do barco. Além disso, ele foi feito para içar a âncora, não puxar o barco em sua direção. Quando for levantar o ferro, engate ao motor e use o guincho para puxar o cabo conforme ele for ficando solto. Quando ficar sobre a âncora, recolha-a e fixe a mesma sobre o convés com cabos ou esticadores, tirando a carga do guincho.

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários