Fique por dentro!

Apreensão de pescados na piracema já é 80% maior em Mato Grosso do Sul

por Lielson Tiozzo
Postado em 05 de Fevereiro de 2018

Polícia Militar Ambiental divulga balanço dos três primeiros meses de proibição da pesca

O número de pescados apreendidos nos primeiros três meses de piracema em Mato Grosso do Sul é 86,33% maior que o do mesmo período na temporada 2016-17. Segundo o balanço divulgado nesta segunda-feira, 5, pela Polícia Militar Ambiental, foram apreendidos 1746 kg de pescados contra 937 kg. O período de proibição vai até o dia 28 de fevereiro na maioria dos rios.

A PMA aponta que o aumento se deu graçasa uma apreensão em uma única ocorrência no município de Corumbá, em que foram apreendidos 949 kg de pescados.

Por outro lado, foram 37 autuados nesta operação e 51 na passada. Dos autuados, 37 foram presos por pesca predatória e 44 na operação passada, o que significa uma redução de 20,45%.

“A diferença entre presos (35) e autuados (37) nesta operação, deve-se ao fato de que, nesta operação dois foram autuados apenas com multa (administrativamente), devido a estarem com pescado sem declaração de estoque”, informa a corporação.
O valor das multas foi 34,80% superior aos três meses da operação passada. Foram aplicadas multas que chegaram a R$ 147.700,00 e R$ 109.566,00, durante o mesmo período da piracema passada.

“De qualquer forma, no geral, os números totais estão semelhantes às operações anteriores. Esse tem sido o objetivo da PMA de desenvolver o trabalho preventivo para manter a quantidade de pescado apreendida dentro do aceitável. Tem-se apreendido em média uma tonelada de pescado por piracema, com aproximadamente 60 pessoas presas”, aponta a PMA.

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários