Fique por dentro!

Cientistas desvendam mistério da morte de tubarões na África do Sul

por Redação
Postado em 08 de Agosto de 2018

Seis tubarões-brancos apareceram sem o fígado numa praia. Quem os teria matado?

Seis carcaças de tubarão-branco apareceram numa praia da África do Sul com um detalhe muito peculiar: todos estavam sem o fígado, o qual havia sido extraído de forma muito precisa.  Quem teria feito isto?

Um ano depois os pesquisadores da Fundação Dyer Island Conservation Trust chegaram àquela que pode ser a resposta: foram outras gigantes do Oceano, as orcas, capazes de alcançar os nove metros de comprimento e pesar até duas toneladas . As informações são da agência BBC.

Um das biólogas marinhas da fundação sul-africana, Alison Towner, citou que houve uma precisão “quase cirúrgica”. As orcas teriam se organizado em grupo de tal maneira que conseguiram desarmar os fortes oponentes (um deles pesava 1,1 tonelada e media 5 metros), e com mordidas certeiras extraíram apenas o fígado.
 
De acordo com os pesquisadores, já é de conhecimento científico que a espécie possui grande habilidade com os lábios, mas poucos podiam imaginar que seria tão eficiente diante de um poderoso tubarão-branco. 

"O fígado de um tubarão-branco pode pesar cerca de 90 kg, é um órgão enorme, mas as orcas o extraíram com grande precisão", explica Alison. 

O porquê de terem comido apenas o órgão e não o restante da presa ainda não foi totalmente esclarecido, mas especula-se que seja pela vasta quantidade de nutrientes presentes.

A suspeita recaiu sobre as orcas porque enquanto havia registros de que estavam na região de Gansbaai, no sul da África do Sul, não havia mais tubarões. E assim que elas passaram a caçar em outras áreas, os tubarões voltaram. Este, inclusive, é um comportamento típico dos tubarões-brancos. 

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários