Fique por dentro!

Mato Grosso do Sul coloca 362 policiais para fiscalização

por Lielson Tiozzo
Postado em 11 de Outubro de 2017

Polícia Ambiental garante ter planejamento estratégico para coibir pesca predatória no Estado

De olho na proibição da pesca em Mato Grosso e também no Feriado de 12 de outubro, o vizinho Mato Grosso do Sul já começou a Operação Pacificador 67. Todas as unidades trabalharão em conjunto, com um efetivo de 362 homens até às 7h30 da próxima segunda-feira, 16.

Segundo a Polícia Militar Ambiental do Mato Grosso do Sul, a proibição da pesca nos rios do Mato Grosso fará com que pescadores se concentrem na divisa, mas na margem sul-matogrossense.  Em MS o período de proibição da pesca começará apenas em novembro. 

“O Comando da PMA priorizará a fiscalização na divisa com esse Estado, nos rios Correntes, bem como nas áreas mais longínquas do Pantanal, como Foz do rio Piquiri, rio São Lourenço, Cuiabá e Paraguai. Esses locais já são pontos extremamente preocupantes em que a PMA tem mantido fiscalização preventiva constante. Agora com o fechamento da pesca no Estado vizinho, com certeza haverá uma intensificação de pescadores na região, no lado de Mato Grosso do Sul, o que faz com que haja a necessidade de mais policiais”, comenta a entidade.

A PMA lembra que os pescadores devem portar a licença estadual para pescar em Mato Grosso do Sul e devem ficar atentos aos apetrechos proibidos, como redes e anzol de galho. Os interessados em abater o pescado devem emitir a guia de certificação, a qual deve constar o respeito à cota de 10 kg mais um exemplar por pescador licenciado. 

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários