Fique por dentro!

MS bate recorde de apreensões no primeiro mês de piracema: 1222 kg

por Redação
Postado em 04 de Dezembro de 2017

Polícia Militar Ambiental promete intensificar a fiscalização no estado

O primeiro mês de piracema nos rios de Mato Grosso do Sul registrou 138% a mais de apreensões de pescados (1.222 kg contra 513 kg) em relação ao mesmo período do ano passado. A Polícia Militar Ambiental considera este dado “recorde” entre todas as operações dos anos anteriores para os primeiros 30 dias de proibição da pesca.

Segundo os dados divulgados pela PMA, “foram presas e autuadas por pesca predatória 21 pessoas, contra 19 pessoas no primeiro mês na operação passada. Foram aplicadas multas que chegaram a R$ 109.990 mil e  R$ 38.300 mil (187% a mais) durante o mesmo período na piracema passada”.

O município com o maior número de pescado apreendido foi Corumbá, com 1053 kg, contra 274 kg na operação passada, que também teve o maior número de presos. “O aumento elevado de pescado apreendido deu-se em razão de uma  ocorrência de prisão de quatro pescadores com 949 kg de pescado, depois de levantamentos do setor de inteligência”, segundo a PMA.

“A PMA espera manter a estratégia de fiscalização intensiva, para que haja sempre um grande número de pessoas que desrespeitam a lei presas no momento que iniciam a pescaria. Ou seja, sem que tenham conseguido capturar grande quantidade de pescado. Esta é a melhor estratégia e é o que vem acontecendo em cada piracema, em que a quantidade de pescado apreendida vem mantendo-se na mesma média, bem como o número de pessoas presas”, informa a corporação.

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários