Dicas de Pesca

Fly caipira para pesca de tilápia

por Alexandre Olo
Postado em 16 de Março de 2017

A técnica é semelhante a da pesca com mosca porque precisa de certa sutileza do pescador

No caso da pesca de superfície, podemos utilizar uma técnica denominada popularmente de "fly caipira". É um sistema muito simples, mas de grande eficiência quando o peixe está acostumado a se alimentar na flor da água. 

A montagem consiste na utilização de um conjunto light, com uma boia leve de aproximadamente 20 g e um chicote de linha 0.25 a 0.35 mm com 1 a 1.5m de comprimento. 

Não há necessidade do uso de uma boinha sinalizadora (usada na pesca com cevadeira), mesmo porque o chicote curto acaba proporcionando uma visibilidade quase que instantânea logo após a investida do peixe na isca.

Uma boa opção de isca nesse caso fica por conta daquelas imitações de ração feitas com cortiça ou eva ou até mesmo a própria ração do tipo guabi, (umedecida com pinga ou essências), iscada em um anzol do tipo Tinu nº 5 ou 6 e de cor preta, pois ficam bem discretos e costumam perfeitamente dar conta do recado na hora da briga, mesmo com  exemplares de tamanho considerável.

Após montado o sistema, devemos cevar o local com ração flutuante e esperar até que as tilápias comecem a subir para comer. Depois é só arremessar um pouco mais distante para não espantá-los e ir enrolando a linha bem devagar até que a isca chegue ao ponto onde estão ocorrendo os ataques. 

Quando a boia afundar, a fisgada deve ser rápida, pois ao perceber o eva ou cortiça (no caso de estarmos usando as imitações), o peixe rapidamente refuga e repele a isca.

 

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários