Fique por dentro!

Barco voador é lançado no Cannes Yachting Festival

por Maurício Souza, Revista Mariner Brasil
Postado em 13 de Setembro de 2017

Tecnologia empregada faz com que embarcação navegue mais, porém usando menos potência e consumindo menos combustível

O estaleiro SEAir Yachting revelou, durante o Cannes Yachting Festival — salão náutico que começou nesta terça-feiora, 12, e vai até o dia 17 — um "barco voador". 

O inflável navega assim (veja o vídeo abaixo) graças aos seus hidrofólios. Mas o que isso significa? "A vantagem de um barco com hidrofólios é óbvia: ele anda mais usando menos potência e também corta melhor as ondas", explica Johnny Deep, editor técnico da Mariner Brasil.

"Especialmente com os veleiros da America's Cup, parece estar havendo um 'boom' no uso de fólios. As próximas edições da Vendée Globe e da Volvo Ocean Race já serão com monocascos com fólios. Então, acho que é uma tecnologia que foi redescoberta e que veio para ficar", opina.

Entretanto, nem tudo são flores: de acordo com o especialista, o ponto fraco dos fólios consiste em muita carga em uma superfície pequena, além do fato de serem muito expostos. "Quebram muito. Na última Vendée Globe, o barco líder, Hugo Boss (comandado pelo britânico Alex Thomson), estava muito à frente do segundo colocado e acabou perdendo a posição depois que perdeu um dos fólios numa colisão, provavelmente com um contâiner", explica. 

"Imagino que as lanchas também possam seguir uma tendência parecida, ao menos nas de velocidade moderada. Não sei como um fólio se comportaria a 70 mph — acho que não faria muita diferença, e também que ficaria muito suscetível a quebras", diz, quando questionado sobre o futuro da tecnologia no segmento em questão. 

Confira:

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários