Fique por dentro!

ONU e Vaticano se unem no combate à pesca predatória

por Com informações da ONU BR/Foto: Wikimidia Commons
Postado em 27 de Novembro de 2018

Os abusos praticados pela indústria da pesca aos trabalhadores também foram criticados por membros da organização e da Sede da Igreja Católica

O Vaticano e a FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura) se uniram para combater “as práticas ilegais e desumanas da indústria da pesca em todo o mundo” e também a pesca predatória. O anúncio se deu durante um evento comemorativo do Dia Mundial da Pesca, comemorado em 21 de novembro. 

“Transmitimos uma mensagem conjunta que pede fim às violações de direitos humanos dentro da indústria da pesca e pedimos o fim da pesca ilegal, não declarada e não regulamentada”, disse o diretor-geral da FAO, o brasileiro José Graziano da Silva.

 “Os pescadores pedem ajuda (…) e não podemos virar as costas ou permanecer em silêncio”, afirmou o cardeal Peter Turkson, encarregado do Dicastério do Vaticano para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral.

Ao lembrar frequentes relatos de denúncias de trabalhos forçados, maus-tratos e desaparecimentos no mar, Turkson acrescentou que “vemos vínculos diretos entre todos esses abusos e o uso de bandeiras de conveniência, pesca ilegal, não declarada e não regulamentada e delinquência transnacional”.

A iniciativa teve participação da Organização Internacional do Trabalho (OIT), o qual o diretor-geral-adjunto, Moussa Oumarou, denunciou que “as práticas fraudulentas de contratação, trabalho infantil, ausência de acordos escritos, retenção de salários, listas negras, violência, intimidação e outras condições de trabalho abusivas abundam a indústria e minam os esforços dos agentes que respeitam as regras”.

Newsletter

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS NOSSAS NOVIDADES!

comentários